18 December 2008


Calçei as luvas de musgo para sentir o pulsar da terra...
Fechei os olhos devagar e acordei a meio do silêncio,
longe do tumulto do mundo...
Desejo fundir-me com a Natureza
que é tudo o que de mais profundo existe em mim...

20 comments:

  1. A natureza entranha sabores únicos. Perfumes entrelaçados num ritmo incessante de frescura. Talvez se aproxime dum caos essa forma de dar, mas é algo que provém da naturalidade do Ser

    ReplyDelete
  2. E é por isso que eu gosto de ti.a essência...a essência*****

    ReplyDelete
  3. Ah, bem especial; este também, Witch.
    A unidade com a Terra Mater. E o corpo, em hibernação e distante do ruído dos sentidos, a cobrir-se de musgo e de raízes. Nesse conforto.

    Um beijo,
    Gotik

    ReplyDelete
  4. DarkViolet,

    É tão somente o equilíbrio entre o caos e a unidade, essa alternância criadora do mundo natural...;)


    Kisss...





    Vertigo,

    E não é magnífico como nos gostamos assim, pelas palavras e pelo que vemos para além delas?...:)))
    O sentimento é mutuo!..


    Kisss...





    Obrigado Gotik,

    Sinto que estou sempre a agradecer as atentas leituras às minhas "essências", como diz a Vertigo... :)

    Este texto diz muito de mim. De facto "unidade" e "conforto", são duas palavras de que não posso dissociar-me...
    É talvez a verdadeira liberdade do Homem, este estado de comunhão!!


    Kisssss...

    ReplyDelete
  5. Fundo-me nas tuas palavras!
    Até ao âmago!

    ReplyDelete
  6. Bom Natal (Ou solstício de Inverno)

    ReplyDelete
  7. :)

    Agradeço a visita ao meu refúgio e também o sentido comentário!

    E sim... Um Feliz Solstício ou um Feliz Natal!


    Kisss...

    ReplyDelete
  8. O equilíbrio com um pouco de desequilibrio, quando a bebida de licor rega a natureza com o Ser

    Feliz Natal, fundir a união do equilíbrio dos fragmentos;)

    ReplyDelete
  9. Se eu sei do que falas... ;)
    Ora, tanta vez passo as mãos pelos troncos das árvores urbanas, toco num pedacito de terra de um canteiro, vou por cima das folhas secas, deixo de abrir o guarda-chuva, e outras coisas mais, só para sentir a proximidade da Mãe... E quanto maior a urbanidade, mais difícil é senti-la.
    Conheço todos os grandes jardins da minha cidade, sabes?

    Que Yule seja uma boa passagem, é o que te desejo!

    Beijos.

    ReplyDelete
  10. DarkViolet,

    Um Feliz Natal!


    Kisss...

    ReplyDelete
  11. Morgana...:)))

    Celebra então dessa maneira feliz a sintonia com a Natureza...:)

    Eu gosto do contacto da terra com os pés nus...


    Kisss...

    ReplyDelete
  12. Lindo...

    Festas Alegres


    "From the olden days and up through all the years
    from Arcadia to the stone fields of Inisheer,
    guess who I've been dancing with.
    The great god Pan is alive!"

    *

    ReplyDelete
  13. Lovely! Gostei imenso deste recanto!

    Kiss *

    ReplyDelete
  14. Zerinhos... diverte-te!


    Kisss...


    Klatuu, Bom Ano Todo!


    Kisss...


    Marlene, que bom que gostas... Volta sempre!
    Vou passar no teu também...:)


    Kisss...

    ReplyDelete
  15. Witch,

    Continua belo este teu texto :) Tão bom de ler como da primeira vez... como duas batidas do coração, sempre o mesmo.

    Este texto é todo essências, e essenciais; ou primordiais, e por isso mesmo não acaba.

    Beijo, e um Ano Bom
    Gotik

    ReplyDelete
  16. Li três vezes este pequeno e profundo texto, não por não ter compreendido, mas para que cada uma das palavras mergulhasse em cada recanto obscuro do meu ser. Senti-as, e ansiei voltar a sentir, e li novamente uma quarta vez ^^
    O facto é que gostei muito!

    Um beijinho

    ReplyDelete
  17. Olá passei por aqui através do teu comentário e ainda bem! Quanta coisa boa se pode encontrar no mundos dos fios eternos... Passarei por aqui certamente muitas vezes. O pouco que li já me fascina e nem te direi porquê... Como trasmontano que sou (embora viva nos confins de Gaia) simplesmente tenho pela natureza...algo que a maior parte dos mortais não compreende... Um abraço.

    ReplyDelete
  18. *
    http://www.youtube.com/watch?v=dWqf_w4Bhis&feature=related

    ReplyDelete
  19. Leto of the Crows,

    Lisonjeada pela visita e palavras de quem escreve tão bem!
    E esse é também um exercício que faço sempre...ler e reler e voltar a ler...por todas as vezes necessárias.


    Kisss...





    Gothicum,

    Começei nessa terra, tua de nascença e minha de eleição, a ser eu só na vida... Num tempo de larguezas de alma sem limites...
    Por isso, não precisas de dizer porquê :)


    Kisss...





    0.04,

    Magia ancestral...


    Kisss...

    ReplyDelete